quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Planeie a organização

Este post vem na sequência do anterior, em que salientei o quanto era importante destralhar, para uma vida mais equilibrada e menos stressada.

Imagem retirada da Internet
A segunda fase, mas só depois de destralhar, é planear a organização. Definir como é que quer que o espaço fique organizado, de uma forma prática, visível e claro, bonita (a parte estética é muito importante para mim J, mas não se sobrepõe ao funcional).

Eu muitas vezes, mesmo depois de organizar determinado espaço, mudo-o várias vezes até achar, que está perfeito. Os meus filhos e o meu marido já estão habituados e já aceitam as mudanças, mesmo que estas impliquem criar novos hábitos. Uma coisa é certa os meus espaços estão em constante movimento, porque procuro sempre a solução perfeita!

A nossa maneira de viver muda com a passagem do tempo, o mesmo se passa com a organização. O que funciona hoje pode não funcionar amanhã, então há que fazer as alterações necessárias para que volte a funcionar!

Ao planear, olhe atentamente para o espaço, pegue num papel e lápis, desenhe o espaço duma forma funcional e onde a visualidade seja o elemento chave (tudo aquilo que não é visível não é usado, digo isto por experiência própria!).

Quando estiver a esquematizar o espaço a organizar, mude-o as vezes que for necessário, para que tudo fique como pretende e como lhe dá mais jeito. O importante é que funcione para si!

Depois do esquema estar definido, veja em casa os artigos de organização que pode usar. Nunca compre estes artigos por impulso e sem um método definido, ou corre o risco de ficar com uma data de caixas e caixinhas que não precisava, já para não falar no fator dinheiro!

Ainda antes de começar a organizar, e para que tudo tenha um local específico e nada fique esquecido, coloque no espaço a organizar os cestos, caixas e afins vazios, de forma a conseguir visualizar o resultado final. Depois de tudo definido, é só encher as caixas/cestos, e colocar no espaço os itens devidamente agrupados por categorias.

Hoje em dia há soluções organizativas fantásticas para todos os gostos e bolsas. Também, não precisa de ser nada caro, pode até usar caixas de sapatos encapadas, caixas de bombons, separadores de cartão, ou reutilizar o que tem em casa (tupperwares sem tampas) etc., ou pode ir a lojas baratas, como, lojas de chineses, lojas do Euro, Deborla, Ikea, Aki, Continente, entre outros.

Se já está convencido e com as férias do Natal à porta, mãos à obra!

Espero ter ajudado e obrigada por seguir o Blog!


Marlene Borges

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Destralhe e comece a organizar-se!

Tenho recebido vários e.mails e mensagens de pessoas que querem começar a organizar-se, mas não sabem muito bem como começar. O segredo é simples! Comece por destralhar!


Imagem retirada da internet
Quantas vezes olhamos em redor da casa e tudo parece claustrofóbico, desarrumado e sem um sentido prático e ordenado, que nos deixa stressados e com um sentimento de culpa enorme porque não conseguimos organizar aquilo, que muitas outras pessoas o fazem, tão bem e sem esforço.

Como já referi em outros posts sobre organização, destralhar é a palavra-chave. Sem destralhar é impossível organizar-se, até porque tralha não se organiza!

Este processo pode demorar algum tempo, e muitas das vezes como é um processo longo, leva a que a maioria das pessoas fique desanimada e deixem de o fazer, mas acredite, o resultado final compensa. Destralhar dá-nos aquele impulso, que faltava para começar todo o processo de organização.

Crie um plano de destralhe, para que o leve até ao fim, e visualize o resultado final, para que o ânimo não arrefeça e para que possa posteriormente usufruir de energias positivas. Sim, porque menos coisas criam uma sensação de liberdade, amplitude e aconchego, que tanto precisamos quando chegamos a casa, depois de um dia de trabalho. Além que o lema “menos é mais”, resfria a tendência desenfreada do consumismo, tão presente no mundo de hoje.

O plano consiste, em anotar tudo aquilo que quer destralhar, por divisão ou espaço da casa, que está a mais. 

Uma boa ajuda é pesquisar em blogs ou livros para o motivar neste processo. É certo e sabido, que quando lemos alguma coisa sobre determinado assunto que nos interessa, dá-nos logo uma enorme motivação para começar (pelo menos é o que acontece com a maioria das pessoas, eu incluída).

Tralha é tudo aquilo que deixou de ser usado, que tem a mais e não usa, coisas estragadas, pequenas coisas que pairam pela casa e que nada nos trazem de bom, tais como:
  • Roupa e calçado que não nos serve, ou que nunca usamos (doe ou deite fora, caso esteja estragada).
  • Folhetos de supermercado e outros que abundam na nossa caixa do correio.
  • Eletrodomésticos avariados e que teimamos em guardar.
  • Coisas partidas sem conserto.
  • Objetos em duplicado.
  • Louça lascada.
  • Telefones, telemóveis e computadores velhos.
  • Fios elétricos, cordas e cordões, que já não tenham utilidade.
  • Livros, revistas e jornais que não tenham mais qualquer interesse.
  • Coleções disto e daquilo. Muitas das vezes nem olhamos mais para as coleções que fazemos, ficam enfiadas em sacos ou caixas, sem nenhuma visibilidade, ocupando um espaço precioso.
  • Pacotes vazios e papeis, etc.
  • Cosméticos, remédios e comida fora de prazo.
  • Decoração e móveis excessivos.
  • Prendas que lhe foram dadas e que não gosta (pode sempre doar a alguém que lhe dê uso).
Em suma, tudo aquilo que deixou de ter interesse ou uso na nossa vida e que só a prejudica, tanto visualmente como emocionalmente.

Destralhar diariamente é um hábito indispensável, a adicionar à nossa rotina do dia-a-dia, para evitarmos a acumulação.

Destralhar implica não perdermos tempo com coisas, que pouco ou nada significam na nossa vida, além de, "muito importante", não perdermos o nosso tempo a tentar arrumar, o que não tem um espaço previamente definido. 

Destralhar é simplificar, deixar que novas coisas entrem em nossa casa sem a sobrecarregar, criando um fluxo de energias positivas e uma harmonia, tão necessárias para uma vida mais feliz e calma.

Espero que este post seja a alavanca de que precisa, para começar a organizar-se!

Obrigada por seguir o Blog!

Marlene Borges

terça-feira, 14 de novembro de 2017

7 Utensílios de limpeza que devem ser limpos/lavados depois de usados

A limpeza de certos utensílios de limpeza é muito importante, porque desta forma evita-se a proliferação de micro-organismos e o alastramento da sujidade.

Imagem retirada da Internet

Estes utensílios corretamente limpos, é que vão realmente fazer com que a casa fique limpa. Se não o fizer, em vez de limpar a casa, vai espalhar toda a sujidade impregnada nos utensílios, que deveriam ter sido limpos/lavados depois de utilizados.  

Escovas do aspirador – O aspirador é um utensílio fantástico e essencial para manter a casa livre de pó e outras sujidades, daí a necessidade da limpeza das escovas, porque é lá que ficam presos, cabelos, cotão, pequenas migalhas, etc. Por isso nunca se esqueça de as limpar depois de aspirar a casa. O que eu faço no fim de aspirar a casa, é aspirar a escova (retirar o que ficou agarrado) com o cano do aspirador, desta forma mantenho sempre a escovas limpas e em ordem.

Escovas da roupa e escovas dos sapatos – Devem ser limpas sempre que usados para que não haja transferência de sujidade no próximo uso. Pessoalmente gosto de as lavar sempre que são usadas e assim mantê-las limpas.

Esfregona – A esfregona agiliza bastante a limpeza da casa e é essencial, para que a casa fique devidamente limpa. Por isso, sempre que for utilizada, deve ficar uns minutos de molho com um pouco de lixívia, e depois passada por água limpa (pode fazer isso no próprio balde da esfregona, desta forma está também a desinfetar o balde). A esfregona e um foco de sujidade terrível, por isso mantê-la devidamente desinfetada é a solução.

Esfregão e pano da banca – estes utensílios estão constantemente em contato direto com bactérias e germes que habitam a cozinha. Lave-os um pouco de detergente da louça depois de arrumar a cozinha e antes de os guardar (o ideal é guardá-los já secos). Mude-os uma vez semana (ou sempre que necessário).

Panos e esfregões da casa de banho – O mesmo se aplica aos esfregões e panos da casa de banho. Os panos podem ser lavados na máquina da roupa depois de cada utilização (separados claro está, da roupa do dia-a-dia). Depois de cada utilização, eu ponho-os dentro de um balde e não no cesto da roupa suja, para não haver contaminação da restante roupa.

Panos do pó e panos multifunções – Sempre que usar um pano, seja ele do pó ou para limpar outras superfícies, deve lavá-los na máquina da roupa, para evitar espalhar a sujidade depois de cada uso.

Pá do lixo e vassouras – Também devem ser limpos logo após o uso, para que a sujidade não fique colada/impregnada. Se o fizer terá sempre a pá e a vassoura em boas condições de higiene.

São pequenos detalhes que demoram pouco a executar, mas que fazem depois toda a diferença, na limpeza da casa.

Espero ter ajudado e obrigada por seguir o Blog!

Marlene Borges

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Lista de Natal 2017

Depois de uma temporada sem posts (estive fora, estive doente, preocupações familiares, etc!) chegou a hora de voltar a escrever, e como estamos a pouco mais de um mês do Natal, achei que publicar a nova lista de presentes de Natal para 2017, seria um bom recomeço! Não se esqueça para que tudo fique perfeito tem que haver planeamento antecipado.

Decidi publicá-la agora, porque quanto mais tempo tivermos para fazer as compras dos presentes, melhor opções fazemos, uma vez que tivemos tempo de pensar no presente perfeito para cada pessoa e em caso de dúvidas podemos até indagar para acertarmos em cheio, fazendo assim as delicias de quem o recebe. 

Como é óbvio, as compras de última hora são um verdadeiro pesadelo, com filas intermináveis, empurrões e muito desespero! Quando fugimos às compras de última hora, conseguimos poupar tempo e manter-nos dentro do orçamento previsto.

Para imprimir a Lista de Presentes de Natal 2017 clique AQUI.



Agora já não tem desculpa para ter um não ter um natal super organizado!

Obrigada por seguir o blog.

Marlene Borges

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

O Blog está de férias

Gostaria de informar todos os leitores que o Blog “vai de férias” e regressa no inicio de Setembro, com os posts habituais.

Imagem retirada da Internet
Quero desejar a todos umas excelentes férias! Para quem já foi, um excelente regresso e espero que tenham descansados para um novo começo no trabalho. Não se esqueçam de aproveitar os últimos dias para organizar a casa!

Vou para o Douro com o meu marido (os meus filhos já são adultos e fazem as suas próprias férias) passar estas próximas semanas, e descansar depois de um ano de trabalho! O Douro relaxa-me e dá-me aquela sensação de paz e tranquilidade de que tanto precisamos, quando estamos de férias.

BOAS FÉRIAS E ATÉ SETEMBRO! 😊 

Obrigada por seguir o Blog!

Marlene Borges

O que pode provocar mofo e mau cheiro nas roupas

A humidade e o mau manuseamento da roupa na lavagem, são os principais causadores do mofo e maus cheiro nas roupas. Por isso todos os cuidados são poucos para que a roupa esteja sempre perfeitas e a cheirar bem.

Imagem retirada da Internet
Contudo há algumas dicas que podemos usar para minimizar este problema. Veja as dicas:

Não sobrecarregue a máquina de lavar roupa para que a roupa saia bem lavada e sem cheiros.

Nunca deixe a roupa depois de lavada na máquina de lavar, estenda-a logo após a lavagem.

Depois da máquina lavar e a roupa estendida, limpe as borrachas da máquina, com um pano seco, para que não criem bolor e obviamente mau cheiro.

Deixe a porta da máquina aberta depois de limpar as borrachas para que seque e não crie maus cheiros que depois passam para a roupa.

Limpe a máquina uma vez por mês. Coloque 250ml de lixívia no compartimento do detergente, e deixe-a a lavar sem roupa no programa mais quente, no mês seguinte faça o mesmo, mas usando vinagre. Ter a máquina em perfeitas condições é essencial para uma melhor lavagem da roupa.

Não coloque roupa húmida no cesto da roupa suja, além de contaminar a outra roupa com mau cheiro, pode ficar com mofo. Ponha-a a secar antes de a meter no cesto, principalmente as toalhas.

Nunca guarde roupa sem esta estar bem seca, ou corre o risco de ficar com mau cheiro e pior com mofo, principalmente se a roupa ficar guardado por algum tempo.

Evite guardar roupa em armários com humidade e com pouca ventilação. Sempre que puder, abra os armários para arejar.

Nunca guarde roupa em sacos de plástico.

Roupa usada e que não precise de lavagem, não deve ser guardada sem primeiro ser arejada. 

Posto isto, é só seguir estas dicas para ter a roupa sem cheiros desagradáveis e sempre impecáveis.

Obrigada por seguir o Blog!

Marlene Borges

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

8 Maus hábitos que deve deixar!

As tarefas limpar e arrumar são por si só desgastantes e demoradas, por isso, tudo o que possa ajudar a minimizar o tempo gasto, é bem-vindo!

Imagem retirada da Internet
São pequenos maus hábitos que se forem superados, fazem diferença no tempo gasto nestas operações, basta organização e disciplina, e claro, a criação de alguns bons hábitos.

Veja abaixo o que nunca deve fazer!

Usar produto de limpeza a mais – quantas vezes, só porque algo está muito sujo, seja roupa ou superfícies, achamos que devemos usar mais produto para conseguir limpar com eficácia. Engana-se! Quanto mais produto usar, mais pegajosas ficam as superfícies e as roupas mais ásperas e duras. Por isso leia atentamente as instruções de lavagem e use só a quantidade recomendada.

Deixar a cortina da banheira / duche aberta – Pode parecer pieguice, mas não é. Se a cortina ficar aberta depois do banho, o que vai acontecer é que devido à humidade e com o tempo a cortina fica com mofo e por isso com aspeto horrível. Basta fechá-la sempre depois do banho, para que a cortina tenha “uma vida prolongada e saudável”.

O mesmo se aplica ao tapete antiderrapante da banheira / duche – Deve passar o chuveiro pelo tapete e deixá-lo pendurado a secar, para que fique sempre como novo.

Usar panos, esfregona e esponjas sujos na limpeza – Uma grande maioria das pessoas usam a esfregona e guardam-na sem a lavarem primeiro, o mesmo acontece com panos e esponjas. O que vai acontecer é que em vez de limpar, vai espalhar-se a sujidade e os germes por todo o lugar. Assim, sempre que se usarem panos, esponjas e esfregona nas limpezas, os mesmos devem ser lavados antes do próximo uso.

Colocar toalhas e roupa húmidas no cesto da roupa suja – Se deixar, principalmente por alguns dias, toalhas e roupa húmidas junto com roupa seca no cesto da roupa suja, o que pode acontecer é que se desenvolvam maus cheiros e bolor danificando toda a roupa depositada no cesto. Para prevenir isso, ponha a secar as toalhas e roupa que estiverem húmidas antes de as colocar no cesto da roupa suja.

Não arrumar sempre a cozinha – Deixar louça suja na banca é um péssimo hábito e a sua acumulação ainda pior. Lavar logo ou meter na máquina algo que sujamos, demora poucos minutos e a cozinha fica logo com outro aspeto.

Não destralhar – Todos sabemos que tralha não se arruma, e que o seu excesso provoca stress e mau estar, mas os aspetos negativos não acabam aqui! Há outros bastante negativos, que são: a desordem, a acumulação de pó e outras sujidades e a perda de espaço. Por isso destralhe sempre que puder!

Deixar objetos espalhados pela casa – Tudo deve ter um “lar”, guardar aquilo que usamos, demora poucos segundos e evita-se a desarrumação. Está é uma das bases, para conseguir manter a casa arrumada.

Então já está motivado/a a perder estes maus hábitos! Não se esqueça, que pequenos bons hábitos fazem toda a diferença!

Obrigada por seguir o blog!


Marlene Borges